O que é Saas, quais as vantagens e como funciona

Você sabe o que é SaaS? Mesmo sem saber, você já pode ter usado alguma ferramenta de computação em nuvem, tanto para a rotina pessoal, quanto profissional.

Antigamente, era necessário comprar um CD ou ter um pendrive com softwares para instalar nos dispositivos e poder usar algumas ferramentas que auxiliam, e muito, no dia a dia.

Com o avanço da tecnologia e a tendência crescente de que essas ferramentas conquistem mais espaços no mercado, será cada vez mais comum contarmos com essas soluções em nuvem.

Dito isso, continue a leitura até o final para saber o que é SaaS, seus benefícios, diferenças entre as opções e outras informações importantes para ajudar no seu dia a dia.

 

O que é Saas?

Saas vem da sigla em inglês Software as a Service, traduzida para o português como Software como serviço. Esse tipo de ferramenta é um sistema não comercializado como produto.

Porém, essa solução só foi possível por conta do avanço das tecnologias e da internet. Como dito anteriormente, antigamente era necessário fazer a instalação do software no computador, fora isso, todos os dados salvos ficavam armazenados dentro do HD.

O Software as a Service funciona mais ou menos igual, porém não é instalado no dispositivo e sim acessado por um servidor em nuvem. Fora isso, todos os dados ficam salvos no mesmo servidor.

Em ambas as versões é possível atender as demandas pessoais e profissionais e as empresas podem contar com sistemas de gestão na nuvem de forma personalizada de acordo com o que o negócio precisa.

Após fazer a aquisição, você pode usar o software de qualquer dispositivo compatível (como computador, tablet e smartphone, por exemplo) e a qualquer momento, desde que tenha acesso à internet.

Ou seja, no caso das plataformas pagas, o cliente paga pela assinatura de um serviço e não por um produto, eliminando, assim, o custo com aquisição de licenças.

Assim, podemos entender que uma ferramenta SaaS atende diversos objetivos, desde de um e-mail pessoal até gerir operações de uma empresa, como os sistemas de CRM – que são voltados para a gestão dos clientes.

Existem diversas ferramentas de SaaS disponíveis e populares pela internet. Dentre elas, podemos destacar:

 

Vantagens do Software as a Service:

Agora que já explicamos o que é SaaS, é importante você saber porquê ela é uma solução realmente vantajosa. Não só para a vida pessoal, essas ferramentas são muito importantes para empresas, que, por sua vez, vêm ganhando destaque por conta dos benefícios de usar SaaS.

A seguir, contamos um pouquinho mais sobre todas essas vantagens. Vamos lá?

 

Redução de custos

Nos parágrafos anteriores, foi dito que o contratante não precisa pagar por uma licença e sim por uma assinatura mensal ou serviços utilizados. Assim, o custo de investir em tecnologia é menor e, como os valores a pagar são previsíveis, é possível melhorar o planejamento financeiro no médio e longo prazo.

 

Desnecessidade de contar com uma infraestrutura complexa

Para usá-lo, não é necessário contar com uma infraestrutura muito grande,  visto que o sistema é hospedado em nuvem. Ou seja, você não precisa se preocupar com manutenção, servidor, uma equipe de TI ou qualquer outro recurso que outras ferramentas geralmente demandam.

Assim, as soluções SaaS permitem economizar em espaço e em dinheiro. Além disso, a preocupação com backups, atualizações, hardwares e outros pontos fica por conta do fornecedor do serviço.

 

Foco no core business

Já que o SaaS alivia algumas preocupações relacionadas à infraestrutura da sua empresa e facilita muitas atividades, é possível voltar mais atenção e investimentos para a atividade principal.

Assim, os resultados e objetivos que você quer alcançar podem ser muito mais satisfatórios.

 

Acesso remoto

Já que o sistema pode ser acessado a qualquer momento, lugar e dispositivo, por conta de ser hospedado em nuvem, ele possibilita que equipes externas ou profissionais que estejam viajando continuem exercendo a sua atividade.

Em outras palavras, tendo um computador com internet, a sua empresa ganha maior mobilidade, praticidade e agilidade para a execução das tarefas.

 

Diferença entre SaaS, IaaS, PaaS e HaaS?

Pronto, agora você já sabe o que é SaaS e quais são as suas maiores vantagens. Agora, explicaremos outras siglas que também envolvem a disponibilização de recursos como serviço usando a computação em nuvem.

Confira cada uma delas nos tópicos a seguir:

SaaS — Software como Serviço

Como foi dito até aqui, o SaaS é uma software vendido como serviço, que não demanda a aquisição de licenças. Geralmente, o pagamento é feito de acordo com os serviços que você precisará ou por meio de assinaturas.

Já que é um modelo bastante flexível, você pode adquirir e controlar as funcionalidades necessárias, trazendo, assim, menos custos para a empresa. 

 

Principais características do SaaS

Abaixo, listamos as principais características dessa ferramenta:

  • Acesso ao software feito por meio da internet;
  • Correções e atualizações feitas pelo fornecedor do sistema;
  • Possibilidade de integrações externas por meio de APIs, ou Interface de Programação de Aplicações, em português;
  • Pagamento por uso e não por licença;
  • Gerenciamento centralizado da aplicação.

 

IaaS — Infraestrutura como Serviço

Antigamente, o IaaS era conhecido como HaaS, que significa Hardware como Serviço. Nele, você contratava servidores virtuais e evitava investir na aquisição de itens de infraestrutura, como servidores, roteadores, entre outros.

Diferente do SaaS, aqui a cobrança é feita considerando a quantidade de servidores virtuais contratados, dados armazenados, dados trafegados, entre muitos outros pontos.

Porém, em questão de pagamento, ele é parecido com o SaaS, visto que pode ser feito por meio de assinaturas e serviços utilizados (como pay-per-use). 

Em outras palavras, se em um mês você precisou de 5 servidores e no outro apenas 3, o valor a ser pago vai diminuir, visto que a necessidade também reduziu.

 

Principais características do IaaS:

  • O custo acompanha o uso (dependendo do contrato firmado);
  • Infraestrutura contratada como serviço, não como produto;
  • Alta escalabilidade.

 

Classificações do IaaS

Listamos as três classificações distintas do IaaS. Confira:

  • Nuvem pública:

Como você já sabe, nesse caso, a infraestrutura é disponibilizada por meio do acesso à internet com recursos compartilhados instantaneamente.

  • Nuvem Privada:

Apesar de ter as mesmas características da nuvem pública, aqui, apenas a empresa tem acesso a esse espaço. Assim, você garante um maior nível de privacidade e segurança.

  • Nuvem híbrida:

Aqui, ela é uma mistura da nuvem pública com a privada, garantindo o que há de melhor em ambos os casos, que são as vantagens da nuvem pública e a escalabilidade que a nuvem privada proporciona.

 

PaaS — Plataforma como Serviço

Agora que você já sabe o que é SaaS e IaaS, explicaremos mais um modelo. O PaaS é o meio termo entre o SaaS e o IaaS e também fornece um ambiente na nuvem para implantação de aplicativos simples até softwares mais complexos voltados para as empresas.

Aqui, ela oferece infraestrutura com servidores, armazenamento, entre outros, mas também fornece ferramentas que vão além, proporcionando o desenvolvimento, BI (Business Intelligence), sistemas de gerenciamento, entre outros.

 

Principais características do PaaS:

  • Oferece escalabilidade em todas as etapas do desenvolvimento;
  • Integração com bases de dados e serviços web;
  • Segurança integrada;
  • Ambiente favorável para rotinas de desenvolvimento teste e implementação das soluções desenvolvidas.

 

O que você precisa saber para trabalhar com SaaS?

Agora que já abordamos outras ferramentas, entraremos mais a fundo em alguns fundamentos do SaaS. Por ser algo relativamente novo, pode ser um pouco mais difícil os gestores conseguirem ter completa segurança nessas ferramentas.

Pensando nisso, vamos falar sobre outros pontos para você poder trabalhar com o SaaS da melhor forma possível e trazer melhores resultados para a sua empresa.

 

Como escolher a melhor ferramenta:

Como em qualquer outra mudança, é importante fazer um estudo da sua empresa antes de escolher o melhor sistema em nuvem. Conheça bem o seu negócio e suas necessidades.

Veja qual solução se adequa melhor aos processos de trabalho do seu negócio e quais são os pontos-chave que ela precisará suprir, além, é claro, do que será necessário mudar dentro da empresa para a aplicação dela.

Outro ponto importante também é buscar a equipe de RH e fazer um estudo em cima dos colaboradores para saber a resistência à mudança que eles podem apresentar e qual seria o melhor modelo de acordo com o perfil deles.

 

Conheça os fornecedores:

Não só quando falamos de SaaS, quando você vai comprar qualquer produto e serviço, é sempre interessante fazer uma cotação com, no mínimo, 3 fornecedores.

Assim, você conseguirá identificar com mais facilidade qual solução se adapta às necessidades da sua empresa. Buscar referências de outras pessoas, fazer uma pesquisa de mercado e estudar a empresa desenvolvedora são pontos que também podem ser importantes para ajudar nessa decisão.

 

Identifique a possibilidade de personalização:

Quanto mais você conhece seu negócio, mais provável é de querer fazer algumas mudanças no software em busca de encontrar funcionalidades que realmente sejam essenciais para os seus métodos de trabalho.

Converse com seu fornecedor se ele permite a modificação de alguns pontos da ferramenta, bem como a customização de algumas funções e nível de acesso dos usuários.

 

Veja qual é o tipo de suporte que o fornecedor oferece

Saber qual é o tipo de suporte que o fornecedor da solução oferece é essencial, principalmente quando o sistema apresenta alguma falha. O suporte que será prestado precisa estar explícito no contrato e abordar informações de como são feitas as tratativas em caso de problemas.

Essas informações precisam abranger desde pequenos problemas rotineiros até problemas mais complicados. Sendo assim, algumas questões para ficar atento são:

  • Saber se o suporte fica em território brasileiro;
  • Caso fique no exterior, existem profissionais para traduzir e ajudar com o problema?
  • Qual é o canal para fazer o chamado?
  • Qual o tempo médio de resposta?
  • Qual é o modelo de identificação e solução do problema?
  • Como adquirir e implementar?

Depois de escolher quem prestará o serviço e qual solução irá contratar, geralmente, um login com usuário e senha já é liberado para você implementar a solução no seu dia a dia.

 

O que a empresa precisa, de fato, pagar?

Esse tipo de serviço é vendido em forma de plano acordado com o provedor – que geralmente é mensal, semestral ou anual. Todos os pontos, como suporte, atualização e manutenção são de responsabilidade do fornecedor.

 

Os dados ficarão seguros?

Após saber o que é SaaS, a segurança dos dados é algo que muitos se perguntam, principalmente por ser algo que está disponível por conta da internet.

Porém, os provedores deste tipo de serviço garantem que há sim segurança de dados, feito por meio da criptografia (uma forma de tornar o conteúdo em código que só quem está autorizado conseguirá interpretar).

Outro método de segurança é o fato do acesso ser feito a partir de usuário e senha e, ainda, é o fornecedor quem fica responsável por realizar os backups de todas as informações.

Ufa! Agora sim você já sabe o que é SaaS, as vantagens e como funciona. No início do artigo listamos algumas opções e exemplos de Software as a Service para você poder explorar.

E aí, gostou deste artigo? Conseguimos esclarecer suas dúvidas sobre o que é SaaS? Para continuar por dentro de tudo do mundo das soluções tecnológicas das empresas, acesse nosso site e visite nossas redes sociais.